Arquivo | Agosto, 2012

My Quotes #17

27 Ago BRIGHT DAY quote

I have the power to make every day a bright day!

BRIGHT DAY quote

Anúncios

Felicidade? É isto…

24 Ago

6:08 am –

“- Papá, quero leitinho! – Sim filho, vou buscar.”

Depois do leite bebido, enrosca-se nas almofadas e abraça o pai:

“- Papá, gosto muito de ti!!!”

9:12 am – acorda e enrosca-se no pai

“-Papá, adoro-te muito!!!”

Crepes da Francisca

21 Ago

Há uns dias li o artigo abaixo na revista Time Out. Como não podia deixar de ser, fiquei curioso… “curso de crepes na Bretanha”, TENHO DE PROVAR!!!

crepes francisca na time out

E assim foi, ontem andava pelos lados da foz e lembrei-me:

“e se fosse experimentar os crepes da Francisca?”

Cheguei à esplanada da Praia do Homem do leme, vi um menu com crepes e… sentei-me.

“- PF queria escolher um crepe.

– Crepes são ali do outro lado e tem de pagar antes!”

OK (pensei com os meus botões). Pedi as bebidas, e lá fui, conformado, ao outro lado. Olhei para o balcão e não estava ninguém… Entretanto levanta-se uma menina em bikini, que estava sentada na esplanada com o seu tablet e, alguns segundos mais tarde, aparece dentro do balcão.

“- Queria um crepe de Nutella e outro com gelado!

– São X euros – e ficou parada à espera que pagasse; apenas após o pagamento deu início à preparação dos crepes (aliás, os maiores cartazes que se vislumbram dizem: PRÉ-PAGAMENTO)”

Resumindo… Comi o crepe, a massa estava um pouco tostada, mas boa;  vinha coberto com um topping de chocolate, daqueles de bisnaga 😦 (disappointment)… Não seria melhor um bom chocolate quente derretido? Será que no curso da Bretanha não fazem isso? Não sei, mas se não o fazem deveriam experimentar!

A menina era, aquilo que eu chamo, “simpática forçada” – colocava um sorriso a esforço quando falava connosco, tão a esforço que se nota que não é natural :-(. Espero que não seja a Francisca.

Fiquei triste porque o que li (Parabéns, está um texto apelativo e que nos leva a experimentar) depois não corresponde à experiência :-(. Francisca, se vai abrir um quiosque de crepes, desejo a maior das sortes e que tenha apenas sido uma má experiência minha. Má não, prefiro dizer, menos boa!

Fiquei com algumas questões sem resposta:

– O que será que se aprende de tão inovador ou diferente num curso de crepes na bretanha?

– Estar na esplanada com o tablet e em bikini e ir atender os clientes atrás do balcão com pouca vontade, aprende-se em alguma escola de vendas ou hotelaria?

– Ter de pagar duas contas numa mesma esplanada, é pensar no bem estar do cliente?

– Porque se servem crepes com topping em vez de um bom chocolate derretido?

Se alguém souber as respostas PF coloque nos comentários… Ah e gostava de conhecer a Francisca!!!!

%d bloggers like this: